Óbito de crianças “não implica em decisões emergenciais”, diz Queiroga

anvisacoronavíruscovidcriançasJair BolsonaroMarcelo QueirogaMinistério da Saúdevacinação
Comentários (0)
Comentar