”Nós perdemos o domínio da narrativa”, diz Mourão sobre Amazônia

AmazôniaAntônio Hamilton MourãoCNALConselho Nacional da Amazônia Legalhamilton mourãoMeio Ambientemineração em terra indígenamineração em terras indígenas
Comentários (10)
Comentar
  • Magda ferreira santos

    “Nós perdemos o domínio da narrativa.” são as palavras de um incompetente vendido que se rendeu
    a negociatas!!

  • Capitalista

    Mourão vive em que realidade? amazonia pega fogo, chove cinzas em São paulo, a policia prende brigadista voluntarios que denunciavam as queimadas, e ele fala de narrativas? por isso perseguiram ricardo galvão

    • Edison Sampaio

      Mourão vive uma triste realidade. Pode crer. É homem dotado de elevado espírito público, tem vontade e capacidade para gerir a coisa, mas é apenas o Vice. O mandachuva é o Capitão Encrenca, um incapacitado que foi banido do Exército justamente por isso, ou seja, por ser incompatível com o pundonor militar. Saiu pela porta dos fundos e, após 30 anos de vida pública inútil foi eleito Presidente do Brasil, por absoluta falta de opção, pois do lado oposto estava o poste do Luladrão, já pronto para dar novo bote sobre o Erário.

      • Capitalista

        Mourão não é estupido como Bozo, mas a visão dele do brasil é ainda subserviente, palavras dele: O destino manifesto do brasil é ser o celeiro do mundo.
        Como assim? na visão dele nós nunca nos tornaremos uma país minimamente capacitado pra uma indústria tecnológica ? seremos sempre exportador de comodities?

        • Edison Sampaio

          De fato, essa é uma visão distorcida pela educação militar, q é conservadora ao extremo. O cara entrou garoto na AMAN e saiu idoso prá realidade externa. Também discordo disso. É claro q há q se achar um jeito para conciliar a Natureza com o Progresso, pois não se pode, sentados no ouro, viver de comodities.

          • Capitalista

            Cara, olha só o proeza que não é a embrapa, funciona pq atende aos interesses das nossas elites agropecuárias, imagina uma versão da “embrapa” para biotecnologia tirada do nosso bioma, outra versão para trabalhar o minérios, isso forçaria a melhora da educação alem de levar a criação de toda uma cadeia produtiva nova , interna e apenas dependente de nós mesmos.

          • Edison Sampaio

            Pois é, o q se necessita é de uma exploração sustentável dos imensos recursos da Amazônia. E porque não se faz isso? Creio q por falta de planejamento, incapacidade de gestão, ausência de espírito público… mil coisas. Certamente, precisamos amadurecer muito para melhorarmos a escolha de nossos representantes políticos, pois são eles, se bem escolhidos, q impulsionam o Progresso, com Ordem. Por enquanto, apenas brigamos entre nós…

  • Edison Sampaio

    Creio que o grave problema que ocorreu nessa questão ambiental da Amazônia foi o da COMUNICAÇÃO. Tanto o Capitão Encrenca qto o Ricardo Salles foram com muita sede ao pote, querendo peitar o status quo com argumentos muito ruins, contrapondo-se à realidade, inclusive. Ou seja, o governo não teve capacidade para gerir a coisa.
    É claro que, como disse o General Mourão, há muitos interesses escusos, tanto aqui no Brasil qto no exterior. E isso não vem de agora, mas a solução tem que vir por meio de comunicação adequada, convincente, pois do contrário o Brasil perde muito com isso. Na tora não se consegue nada, pois, queiramos ou não, não somos tão independentes qto entendem Salles e Bolso. A propósito, boto muita fé no General Mourão. Se ele vem a público abrindo o drama, é porque a coisa não está boa.

    • Elizabete Xavier

      Ë só coibir a destruição. Porque dizer que não está acontecendo leva à mentira, isso é “perder a narrativa”. Quem escuta mentiroso?

      • Edison Sampaio

        É verdade. Temos graves problemas de gestão no governo Bolsonaro. Infelizmente, a minimização disso só virá com a evolução política de nosso Povo, a começar pela RENOVAÇÃO radical, pois quem não peca por ação, peca por omissão. Urge não votar em quem quer que seja que já exerceu cargo público eletivo.