Fome provocada pela pandemia atinge 19 milhões de brasileiros

Conseacovidcovid-19fomeinsegurança alimentarnordestenortepadre joãopandemia
Comentários (8)
Comentar
  • Tim Tim

    Enquanto isso, o rei das rachadinhas faz churrasco com picanha de 1.800 reais/kg.

  • Jorge Teixeira Carneiro

    Aquele pessoal (12 milhões) que está desempregado desde 2014, 2015, 2016, da época da copa do mundo e da olimpíada também está em situação de ”insegurança alimentar”?
    Ou seguiram o meu conselho e fugiram para a Venezuela, onde a economia está em plena expansão?

    • ezequiel-sp

      Mentira que tem fome no Brasil. Estamos nós beneficiando do legado da copa, da sexta economia e da crasse média criada pelo larápio. Ah..do pleno emprego tb

  • roberto azmann

    A fome não foi provocada pela pandemia, mas sim, por decreto do governador agripino, de SP, que forçava o trabalhador a ficar em casa, sem trabalhar e sem ganhar.
    Já o agripino, continuava recebendo seu gordo salário, pago pelos contribuintes que não estavam ganhando.

    • Tim Tim

      Você caiu igual um patinho na ladainha do presidente fake.
      Se esse presidente fake tivesse a competência do Lula (vacinação H1N1), os brasileiros estariam bem próximos de retornar a vida normal, como está acontecendo nos EUA e na Europa. A má-fé desse presidente fake arruinou o país e a vida de milhões de brasileiros.

      • Jorge Teixeira Carneiro

        H1N1 foi uma ”marolinha”, se fosse séria, pegava todo mundo de calça curta.

        • Tim Tim

          Trecho retirado do site da Fiocruz:

          “A doença chegou ao Brasil em maio de 2009, concentrando-se a princípio nas regiões Sul e Sudeste, mas logo se espalhou pelo país.

          As primeiras vacinas começaram a ser desenvolvidas no segundo semestre de 2009. Nesse mesmo ano, o presidente Lula liberou 2,1 bilhões de reais para aquisição de vacinas, insumos, material de diagnóstico, equipamentos de hospitalização e ampliação dos leitos de UTI, além de determinar a ampliação dos turnos nas unidades de saúde. Para garantir o acesso do país aos imunizantes, o governo Lula fechou parcerias com três laboratórios – Glaxo Smith Kline, SANOFI Pasteur e Novartis. Em colaboração com o governo paulista, o governo federal fez um acordo de licenciamento e transferência de tecnologia da vacina SANOFI Pasteur, que passaria a ser produzida pelo Instituto Butantan, com subvenção do Programa Nacional de Imunização do Ministério da Saúde. Ao todo, o governo federal adquiriu 83 milhões de doses da vacina contra H1N1.

          Em março de 2010, o governo federal iniciou a campanha de vacinação. Em apenas três meses, utilizando as vacinas adquiridas e os novos lotes fabricados pelo Instituto Butantan, o Brasil conseguiu vacinar 92 milhões de pessoas, ultrapassando com ampla margem a meta em relação ao público alvo.”

          O Lula, ao contrário do Bozocó, agiu corretamente e o Brasil se tornou um exemplo mundial.

          • Jorge Teixeira Carneiro

            Quantos morreram no mundo com essa doença?