De saída, presidente da Petrobras diz que empresa não pode fazer política partidária

BolsonarocombustíveisCriseJoaquim Silva e Lunapetrobraspetróleopreços
Comentários (0)
Comentar