“Como se eu fosse o pior bandido do mundo”, reclama Queiroz, ex-assessor de Flávio Bolsonaro

assembleia legislativacoafcorrupçãoFabrício Queirozflavio bolsonaroJair BolsonaroMinistério PúblicoRio de Janeiro
Comentários (2)
Comentar
  • Edison Sampaio

    — Essa não, Queiroz, se não há motivo para tanta preocupação, porque anda com a cabeça tão quente? Quem não deve não teme, Queiroz. De qquer jeito, há muito para ser explicado. Explique-se, portanto. E dê-se por muito privilegiado, pois vc está sendo tratado no Hospital Albert Einstein!!!

  • luciano damiao

    Abre o bico Queiroz, fala tudo, não segura esse rojão sozinho…