Relator quer votar reforma administrativa na próxima semana na CCJ

Publicidade
arthur liraBia KicisCCJDarci de Matosfuncionalismo públicoPSDreforma administrativaservidores
Comentários (7)
Comentar
  • elder scomparim

    Verdadeira deforma administrativa. Não incluiu o alto escalão, parlamentares, militares e judiciário. Só por nem precisa falar mais nada…

  • Diogenes o Cínico

    Não se enganem, essa “reforma administrativa” é a volta do quem indica, se acham o serviço publico ruim , imagina quando a maioria ser indicado? poder ser demitido? ou escolhido a dedo

    • Jorge Teixeira Carneiro

      Como se os quatro seguidos governos da coligação PT-PMDB-PP não tivessem aparelhado a máquina pública com ”us cumpanheiro”.
      A ”Petobais” tinha 350 mil funcionários, a maioria nomeados.
      Hoje tem 180 ou 190 mil.

      • Diogenes o Cínico

        E tá errado , a solução pra isso é diminuir quantidade de cargo se livre nomeação

  • Gustavo Lucena

    Cadê a oposição para obstruir alguma coisa? Cadê os sindicatos? Muitos de nós servidores não podemos ir às ruas para protestar contra a PEC32 porque não queremos ter o risco de morrer. E porque não vejo mobilização alguma por parte dos colegas?

    • Diogenes o Cínico

      Estratégia do Guedes é essa, aproveitar genocídio e passar a boiada,

    • Jorge Teixeira Carneiro

      A oposição é no esquema #somos20%.
      Não sabia?
      E sindicato acabou quando acabou a contribuição sindical obrigatória, ninguém quer pagar mais.
      Os empregados sacaram que sindicalista era um mero sanguessuga de verbas públicas.
      Acabou o ”sindicalismo de resultados”, que era o sindicalista andando de carro 0 km e vivendo de salário de sindicato.
      Isso, por enquanto, só em estatais.