Reforma da Previdência: o servidor no substitutivo do relator

Antônio Augusto de Queirozaposentadoriaaposentadoria compulsóriapensão por mortereforma da previdênciaservidores públicos
Comentários (1)
Comentar
  • Nestor Oliveira

    A nova pensão por morte vai acabar matendo algum servidor, juiz ou senador do coração antes do tempo. Imagine um ministro do Supremo com mais de 75 anos ver a pensão da viúva suprimida no final da vida. Isso só pode ser terrorismo legislativo. já que não é concebível criar hipótese de abreviação da própria vida para garantir uma legítima expectativa de direito mantida pelo Estado desde o início da vida laboral.

    dio