Colunistas

A imagem do ano: tempos de “nova paz” entre as Coreias

“Evento criado entre as duas Coreias para sinalizar 'a nova paz', no ambiente da comunicação institucional, revela a importância da criação de estratégias que amplifiquem o efeito de fotos simbólicas e de fatos midiáticos”

 

 

A Imagem do ano

O encontro entre o líder da Coreia do Norte, Kim Jong-un, e o presidente sul-coreano, Moon Jae-in será, certamente, o fato mais marcante do ano. Não apenas pelo fato em si, mas pela a grandeza que o gesto significou a partir da imagem difundida pela mídia e redes sociais.

Em gestos carregados de sorrisos, os dois líderes cruzaram as respectivas fronteiras na Zona Desmilitarizada de Panmunjon. Eles não só apertaram as mãos, seguindo a diplomacia, como saltaram os batentes que dividem a fronteira de mãos dadas, como que sustentando um ao outro.

O evento criado entre as duas Coreias para sinalizar “a nova paz”, no ambiente da comunicação institucional, revela a importância da criação de estratégias que amplifiquem o efeito de fotos simbólicas e de fatos midiáticos. Imaginem se as duas Coreias tivessem apenas assinado um documento de intenção de paz? A repercussão teria sido a mesma gerada mundo afora pela a imagem do aperto de mão e do sorriso dos presidentes?

 

 

A primeira dama da maior Potência do mundo é uma Rapunzel

As fotos que publicamos diariamente nas redes sociais falam muito sobre nós. Quando se trata de figura pública, há especialistas dedicados a interpretar e descrever, a partir da foto, a personalidade de quem posta. Foi o que aconteceu com a primeira dama dos Estados Unidos, Melania Trump.

Após analisar 470 fotografias postadas em redes sociais antes de seu marido assumir o posto de presidente da maior potência mundial, a documentarista Kate Imbach concluiu que Melania se recusa a mudar para a Casa Branca por não se sentir no papel que a história lhe impôs, mas uma “Rapunzel sem príncipe nem trança, trancada em uma torre por sua própria vontade, satisfeita com a previsibilidade de sua vida e com a repetição de seu próprio cativeiro”, conforme disse ao apontar que Melania está sempre sufocada pelo marido.

Imbach ficou intrigada com o fato de Melania não mudar para Washington junto com o marido, em novembro do ano passado. A informação oficial foi a de que ela não quis trocar a escola do filho no meio do ano letivo (nos Estados Unidos, o ano letivo começa em setembro). Como julgou que as respostas da primeira dama em entrevistas foram treinadas com a assessoria de imprensa, a documentarista resolveu analisar o comportamento dela nas fotos espontâneas.  “Ela está totalmente desconectada da vida de uma pessoa comum, tenho a sensação de que para ela ser a primeira-dama é seu pior pesadelo”.

 

 

WhatsApp fará chamadas em grupo

Com a nova funcionalidade do WhatsApp ficará mais fácil realizar conferências a distância. Na edição de 2018 do  evento anual do Facebook, Mark Zuckerberg  e seus desenvolvedores anunciaram para os próximos meses o WhatsApp grupal, em que até quatro pessoas poderão conversar simultaneamente.

Segundo o Facebook, 2 bilhões de minutos são feitos em chamadas de vídeo e voz pelo WhatsApp, diariamente. A iniciativa de incluir chamada de vídeo em grupo vai incentivar ainda mais o uso por grupos de amigos, familiares e profissionais.

 

 

Continuar lendo

Curtir Congresso em Foco no Twitter e Facebook: