Domingo, 26 de Março de 2017

Colunistas

Seja ético e justo, no serviço público ou na iniciativa privada

“O funcionário que trabalha tão cuidadosa e conscientemente longe do empregador quanto quando este tem os olhos sobre ele não ficará por muito tempo em posição inferior”, observa colunista

Estou convencido de que todos os que conquistam a estabilidade financeira sem, mais tarde, oferecer em troca esforço à altura, como o uso do talento para servir ao bem comum, praticam fraude, tenham ou não consciência disso. Trata-se de fraude contra os valores éticos que devemos preservar em nossa vida profissional, a qual não pode visar apenas às vantagens financeiras, sob pena de nada construir de útil para a sociedade.

Penso que a pessoa que corteja a prosperidade no serviço público deve, em todas as suas ações, quer sejam materiais quer sejam mentais, oferecer retorno justo à sociedade, em troca do que recebe do Estado e, por extensão, do cidadão-patrão. No âmbito espiritual, essa maneira de agir significa fazer aos outros aquilo que gostaríamos que fizessem a nós ou, como diz o ditado popular, “fazer o bem sem olhar a quem”. Trata-se de princípio de vida que muito me agrada mencionar, pois procuro praticá-lo.

Tânia Rego/Agência Brasil

Dedique-se e seja honesto, aconselha colunista

Uma das regras para que alguém seja bem-sucedido no trabalho, principalmente no serviço público, é não se considerar mero empregado dentro de uma estrutura que não individualiza as oportunidades. Ao contrário: se o profissional personalizar sua atuação, terá mais possibilidades de desenvolver uma carreira de sucesso, com ascensão muito mais rápida e reconhecimento de seu valor pelos chefes e colegas. Há uma regra de ouro, nesse aspecto: o funcionário que trabalha tão cuidadosa e conscientemente longe do empregador quanto quando este tem os olhos sobre ele não ficará por muito tempo em posição inferior.

Logo, o servidor público de bem com o trabalho e a vida comanda, com sua própria presença, a moralidade dos outros, tornando-os melhores do que eram em suas tarefas e transformando a rotina diária em tarefas produtivas e prazerosas. Sempre colhi bons frutos desse comportamento.

Sempre pautei minha conduta com a convicção de que o homem de inabalável retidão é, no fundo, um herói. E não tenho dúvidas de que a honestidade é o caminho mais seguro para o sucesso.

Mais sobre educação

Continuar lendo

Sobre o autor

José Wilson Granjeiro

José Wilson Granjeiro

Bacharel em Administração, professor e palestrante, é autor de 20 livros e criou a escola preparatória de concursos Gran Cursos. Mantém o blog www.professorgranjeiro.com.br Facebook: www.facebook.com/professorgranjeiro.

Outros textos de José Wilson Granjeiro.

Curtir Congresso em Foco no Twitter e Facebook:



comments powered by Disqus
Publicidade Publicidade