Sabino Castelo Branco (PTB-AM)

O deputado federal foi condenado pelo TRE-AM, em fevereiro, à perda do mandato e a oito anos de inelegibilidade por abuso do poder econômico. O colegiado entendeu que ele usou o programa de TV que tem na capital amazonense para se promover nas eleições de 2010. Cabe recurso. Também é réu no Supremo por peculato (AP 538) e investigado por crimes contra ordem tributária (Inq 2940).

Continuar lendo

Publicidade Publicidade