Rede lança plataforma para troca de ideias entre parlamentares

Rede

A plataforma foi lançada durante reunião do Elo Nacional da Rede, no último domingo (3)

 

De olho nas eleições de 2018 e sob a promessa de resgatar a ética na política, a Rede Sustentabilidade tenta inovar com o propósito de se diferenciar dos demais partidos. No último domingo (3), a legenda lançou a plataforma “Governo em REDE”. A ferramenta pretende reunir, em um espaços de colaboração, as boas práticas legislativas. O objetivo, segundo os idealizadores, é promover o intercâmbio de projetos e ideias entre os mandatos do partido. A legenda aposta que a proposta vai potencializar ações de parlamentares e gestores da Rede.

No último sábado (2), a legenda anunciou a pré-candidatura à Presidência da República da ex-senadora Marina Silva, partido do qual a ex-senadora ajudou a fundar. Marina foi candidata nas últimas duas eleições presidenciais, sendo que ficou na terceira colocação pelo PV e pelo PSB.

<< Marina lança pré-candidatura à Presidência: “Precisamos de uma operação ‘lava voto’”

Com a plataforma, a Rede pretende reunir propostas legislativas dos parlamentares, bem como consultar outros projetos no Banco de Propostas. Todos os políticos do partido terão acesso às propostas e poderão adaptar e aplicar as iniciativas em sua cidade ou estado. Uma curadoria feita pelo partido escolherá mensalmente um projeto para ser replicado nos municípios onde a Rede tem atuação.

Com quatro espaços distintos, entre eles o de Co-Criação, qualquer cidadão pode sugerir ideias de projetos de lei e colaborar com propostas já feitas. A proposta da Rede é avaliar os projetos, pela assessoria técnica da Liderança do partido na Câmara, e apresentar na Casa pela bancada da sigla no Congresso.

“Com o Banco de Boas Práticas, queremos mostrar que existem sim alternativas positivas dentro da política e que existem pessoas trabalhando para resolver os problemas locais, regionais e nacionais”, defendeu o coordenador de Ação Institucionais e Políticas Públicas da Rede, Lucas Brandão, que é um dos criadores da plataforma.

De acordo com Giovanni Mockus, outro idealizador da ferramenta, com 218 mandatários da REDE espalhados por todo Brasil, a nova plataforma vai promover maior conexão entre todos os membros do partido, já que “os projetos podem ser replicados e impactar em dezenas de cidades”.

Lançado no último domingo (3), durante a reunião do Elo Nacional do partido, o Banco de Boas Práticas já conta com 17 propostas cadastradas, como a PEC das Candidaturas Avulsas, a regulamentação da presença de doulas no parto, a implantação de ecopontos, a transparência da lista de espera da Saúde, o IPTU Verde e a criação de um Programa de Integridade nas empresas com contratos do Setor Público.

<< Quem é o jovem de 27 anos por trás de Marina

Continuar lendo

Publicidade Publicidade