Prêmio Congresso em Foco passa “pente fino” no Parlamento, diz Anabb

Anabb

Na avaliação do presidente da Anabb, a premiação é um antídoto contra o ceticismo da sociedade em relação à política

 

O Prêmio Congresso em Foco, cuja votação na internet termina no próximo dia 30, serve de “pente fino” para a política brasileira, segundo a Associação Nacional de Funcionários do Banco do Brasil (Anabb). De acordo com o presidente da entidade, Reinaldo Fujimoto, as três formas de seleção previstas no regulamento deste ano – a votação pela internet, entre jornalistas que cobrem o Congresso e um júri altamente qualificado com representantes da sociedade – elevam a qualidade do processo de escolha de deputados e senadores mais afinados com a população.

<< Vá direto à página de votação do prêmio

“Vai ser um pente fino. Vamos saber, realmente, quem são os melhores parlamentares”, considera Fujimoto. Na avaliação do presidente da Anabb, a premiação é um antídoto contra o ceticismo da sociedade em relação à política.

<< Jornalistas de quase 50 veículos votaram no Prêmio Congresso em Foco 2017

Um dos objetivos do prêmio é valorizar os bons exemplos, de modo a incentivar os parlamentares federais a desempenhar o papel que deles se espera, e, ao mesmo tempo, sinalizar ao eleitorado que melhorar a qualidade da nossa representação política é possível. Somente estão aptos para a votação parlamentares que não respondem a inquéritos ou ações penais no Supremo Tribunal Federal.

<< Júri começa a definir os melhores parlamentares

Júri e jornalistas

Além da votação na internet, serão premiados os deputados e senadores mais bem avaliados por jornalistas que cobrem o Congresso e por um júri altamente plural e qualificado.

Profissionais de quase 50 veículos de comunicação participaram da votação da categoria, encerrada no último dia 11.

Ao todo 73 jornalistas que cobrem as atividades da Câmara e do Senado ou se dedicam à cobertura política em Brasília foram consultados. Pela primeira vez, a pesquisa foi feita por meio de ferramenta eletrônica, com o envio de um link por e-mail ou celular àqueles que estavam aptos a votar. O sistema garante o anonimato dos votos.

Participam do júri o advogado e consultor empresarial Guilherme Cunha; a auditora de controle externo e ativista de movimentos sociais Lucieni Pereira da Silva; o analista político Antônio Augusto de Queiroz, que acompanha as atividades do Congresso para o movimento sindical; o professor da Universidade de Brasília Ricardo Caldas, e o jornalista Sylvio Costa, fundador do Congresso em Foco.

De acordo com os resultados da votação pela internet, serão premiados 20 deputados e 10 senadores nas categorias gerais (“Melhores Deputados” e “Melhores Senadores) e cinco parlamentares em cada uma das categorias especiais. A decisão do júri determinará a seleção de mais dez deputados e cinco senadores, nas categorias gerais, e cinco parlamentares em cada uma das categorias especiais.

<< Outras informações sobre o prêmio

Patrocínio:

 

Apoio:

 

Apoio Institucional:

Continuar lendo

Publicidade Publicidade