#PrecisamosFalarSobreAborto: debates mobilizam as redes sociais

Pelo menos uma a cada cinco mulheres já fez aborto ilegal no Brasil. A estatística é baseada na Pesquisa Nacional de Aborto de 2010, desenvolvida pelo grupo Anis – Instituto de Bioética e Direitos Humanos e Gênero. Pensando nisso, um movimento que busca pautar a discussão sobre o tema vem realizando uma programação especial começou à meia noite desta quarta-feira (28) e termina na meia noite de amanhã (quinta, 29). Os debates da Virada Feminista Online #PrecisamosFalarSobreAborto movimentaram as redes sociais, e a hashtag esteve entre os temas mais comentados no Twitter no Brasil (e até nos trending topics mundial).

O tema divide opiniões. Enquanto um dos lados defende o direito de escolha por parte das mulheres, outros argumentam que o uso correto de contraceptivos poderia resolver a questão. Gabriela Rondon, pesquisadora e advogada do grupo Anis, discorda.

“O argumento do uso de contraceptivos tem uma falha que é a incompreensão sobre o real acesso das mulheres a métodos contraceptivos e o conhecimento sobre seu uso. Não é verdade a gente dizer que as pessoas já têm amplo acesso e acesso irrestrito a métodos contraceptivos e que elas sabem como usá-los”, explica Gabriela.

A escolha da data para a realização do evento é simbólica: 28 de setembro é o dia de Luta pela Descriminalização do Aborto na América Latina e no Caribe. O evento virtual foi pensado e organizado em parceria pelos grupos feministas Think Olga, Gorda&Sapatão, Ativismo de Sofá e Justificando. Clique aqui para acompanhar as discussões.

 

Mais sobre mulheres

Mais sobre Direitos Humanos

Continuar lendo

Publicidade Publicidade