PF prende conselheiros do Tribunal de Contas do RJ e leva presidente da Assembleia para depor

Jorge Picciani comanda a Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro

 

A Polícia Federal cumpre mandados de prisão contra cinco conselheiros e um ex-conselheiro do Tribunal de Contas do Estado do Rio de Janeiro (TCE-RJ). O presidente da Assembleia Legislativa (Alerj), Jorge Picciani (PMDB), é alvo de condução coercitiva, quando o investigado é levado a depor pelos policiais. Ele é pai do ministro do Esporte, Leonardo Picciani, ex-líder do PMDB na Câmara. As ações fazem parte da Operação Quinto do Ouro, que apura desvios para favorecer membros do Tribunal de Contas e da Alerj. As investigações são baseadas na delação premiada do ex-presidente do TCE-RJ Jonas Lopes.

De acordo com a PF, o esquema de corrupção pode ter desviado até 20% dos valores de contratos com órgãos públicos para políticos e integrantes do Tribunal de Contas. Os 40 mandados de prisão, busca e apreensão foram expedidos pelo ministro Félix Fischer, do Superior Tribunal de Justiça (STJ). Ao todo, 200 policiais participaram da operação no Rio, em Duque de Caxias e São João do Meriti.

Mais sobre Rio de Janeiro

 

Continuar lendo

Publicidade Publicidade