Sexta, 24 de Março de 2017

Um monumento à intolerância e à barbárie

Comentários homofóbicos e as reações agressivas que eles suscitaram mostram o quanto precisamos aprender para debater as questões com respeito ao outro

Intolerância, segundo os dicionários, é a incapacidade de conviver com quem pensa ou age de modo diferente da gente.

Barbárie é uma palavra relacionada, em uma de suas acepções, com a ideia de resolver os conflitos pelo uso da força bruta.

Na discussão da matéria sobre a decisão do casal de sargentos Fernando e Laci de deixar o país, prevaleceu na maioria dos comentários ou uma coisa ou outra.

Os excessos mais lamentáveis vieram daqueles que defenderam “a matança de gays e lésbicas”. Mas, como registramos aqui, também houve muita agressividade por parte dos que saíram em defesa do direito a uniões homoafetivas. Promessas de “porrada” foram recíprocas.

Tudo isso ocorreu nas páginas deste Congresso em Foco, veículo que sempre procurou oferecer o máximo de liberdade de manifestação a quem tem apreço pelo debate democrático e respeitoso. Prova disso está na diversidade de nossos 48 colunistas, entre os quais há evangélicos, católicos, ateus, agnósticos, sem falar das diferenças de trajetória de vida e pensamento político.

A reportagem em que Fernando e Laci dão bye, bye ao Brasil foi, até aqui, a mais acessada em toda a história deste site e a responsável por nos gerar o número inédito de 105 mil visitas em um só dia. Foi também a mais comentada dos quase oito anos de existência do Congresso em Foco.

Nunca tivemos tantos comentários (mais de 800), e nunca eles tiveram nível tão baixo. Baixo a ponto de cogitarmos de retirá-los todos do ar. Afinal, optamos por aquele que nos pareceu ser o caminho mais democrático e pedagógico.

Excluímos os comentários em que se brandiam incitações a crime, assim como aqueles em que leitores se ofendiam mutuamente ou faziam ameaças de agressão física. Também fechamos a matéria para publicação de novos comentários. Os que sobraram, infelizmente, raramente são edificantes. Marca-os a falta de bons modos, de civilidade.

Permanecerão em nossas páginas como um monumento à intolerância e à barbárie. Ao qual anexamos nosso apelo: por favor, pessoal, vamos expressar as opiniões com o mínimo de cordialidade. Divergir com educação, sabendo ouvir, nos engrandece.

Continuar lendo

Curtir Congresso em Foco no Twitter e Facebook:

Deixe um comentário

comments powered by Disqus
Publicidade Publicidade