Oposição acusa A Voz do Brasil de fazer defesa de Dilma

Divulgação
Divulgação

Programa de rádio A Voz do Brasil é produzido pela Empresa Brasil de Comunicação (EBC)

Deputados do DEM pediram nesta quarta-feira (13) ao procurador-chefe do Ministério Público Federal no Distrito Federal, Marcus Marcelus Goulart, que apure a suposta prática de infrações penais por parte do ministro da Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República (Secom), Edinho Silva, e do diretor da Empresa Brasil de Comunicação (EBC), Pedro Henrique Varoni, por uso indevido do programa A Voz do Brasil.

De acordo com o líder do DEM na Câmara, Pauderney Avelino (AM), e o deputado Rodrigo Maia (DEM-RJ), que assinam o documento, o programa está sendo usado para “atacar o Congresso Nacional” e fazer a defesa da presidente Dilma Rousseff no processo de impeachment.

“Nas últimas edições do programa, notou-se franca propaganda em abono a teses de defesa da Presidente da República relativamente a procedimento para apurar prática de Crime de Responsabilidade e a tramitação do processo de impeachment”, diz trecho do documento.

Os parlamentares pedem a instauração de inquérito para apurar “ilicitude da conduta dos fatos”.

A assessoria do ministro Edinho Silva informou que ele não vai comentar a representação.

Mais sobre o DEM

Continuar lendo