Colunistas

Movimento trans comemora decisão do STF sobre mudança no registro civil sem necessidade de cirurgia

Pela decisão tomada no dia 1º de março deste ano, a alteração no documento poderá ser feita em cartório

Em vídeo, lideranças do movimento trans comemoram e comentam o que a decisão  do Supremo Tribunal Federal (STF), de permitir que transexuais e transgêneros possam alterar seu nome no registro civil sem a necessidade de realização de cirurgia de mudança de sexo, representa na vida prática de cada pessoa trans residente no Brasil. Pela decisão tomada no dia  1º de março deste ano, a alteração no documento poderá ser feita em cartório.

Abaixo, um vídeo do presidente do Conselho de Direitos Humanos do DF, Michel Platini, com representantes de entidades como a Anav Trans, Instituto Brasileiro de Transmasculinidade (Ibrat) e a União Libertária de Travestis e Mulheres Trans (Ultra):

 

Do mesmo autor:

<< Marielle, pobre, negra, LGBT e comprometida com os direitos humanos, foi a escolha perfeita do sistema

Continuar lendo

Sobre o autor

Michel Platini

Michel Platini

Michel Platini é tradutor de Libras e fundador do primeiro sindicato da categoria no Brasil. Presidente do Conselho de Direitos Humanos do Distrito Federal, representa a Aliança Nacional LGBTI em Brasília e é ativista de direitos humanos e LGBT.

Outros textos de Michel Platini.

Curtir Congresso em Foco no Twitter e Facebook:




Publicidade Publicidade