Marta Suplicy (PT-SP)

A primeira vice-presidente do Senado responde a uma ação penal (648) por crimes da Lei de Licitações e a três inquéritos (2687, 3235 e 3267), por crimes da Lei de Licitações, quadrilha ou bando e improbidade administrativa. As investigações estão relacionadas à sua gestão como prefeita de São Paulo. Uma das acusações é ter contratado irregularmente em 2003, por dispensa de licitação, entidade da qual foi uma das fundadoras para dar cursos de orientação sexual a escolas do município.

Continuar lendo

Publicidade Publicidade