Quinta, 23 de Março de 2017

Lázaro Botelho (PP-TO)

O que há contra o deputado no Supremo

É alvo do Inquérito 3989 por lavagem de dinheiro, corrupção passiva e formação de quadrilha, na Operação Lava Jato. O deputado foi citado pelo doleiro Alberto Youssef como um dos beneficiários da “cota” paga ao PP, constituída pelas propinas de empreiteiras. O deputado atesta que não teve qualquer envolvimento com as práticas apontadas por Youssef. “A menção de seu nome é totalmente infundada.”

Leia a nota do deputado:

“O inquérito em questão é o que autoriza as investigações dos deputados federais citados, em depoimento do Sr. Alberto Youssef, nas investigações da chamada operação “Lava-Jato”.

Como declarado anteriormente e reafirmando durante seu depoimento. O Deputado Lázaro Botelho não teve e não tem qualquer envolvimento, ou conhecimento sobre as supostas práticas denunciadas pelo Sr. Youssef.

O Deputado tem plena convicção que ao final das investigações tudo ficará esclarecido e que, a menção do seu nome foi totalmente infundada.”

Mais sobre processos

Continuar lendo

Curtir Congresso em Foco no Twitter e Facebook:

comments powered by Disqus
Publicidade Publicidade