José Stédile (PSB-RS)

Réu da Ação Penal 599 (crimes contra o sistema financeiro) e investigado no Inquérito 3825 (jurisdição e competência). O parlamentar argumenta que, quando era prefeito de Cachoerinha (RS), assinou um documento referente a uma aplicação financeira não proveniente de licitação. “Comprovei que não houve influência minha na aplicação, apenas assinei o documento. Não houve prejuízo para a prefeitura”, afirma.

Mais sobre processos

Continuar lendo

Publicidade Publicidade