Jorge Viana (PT-AC)

Inquérito 3237, por crimes eleitorais. A suspeita, segundo a denúncia, é de que o senador recebeu doação eleitoral dos empreiteiros Acrinaldo Pereira Pontes e Carlos Takashi Sasai em desacordo com a lei. “Alega-se ainda que os então candidatos utilizaram os valores recebidos para compra de votos”, diz o ministro.

A assessoria de Viana informou à revista em 2012 que a investigação surgiu de denúncia anônima nas mãos de um juiz sem competência para atuar no caso. “Mesmo após ampla investigação, não conseguiram localizar qualquer elemento de prova que desse suporte às alegações. Confiamos que será feita Justiça.”

O que diz o parlamentar

“O inquérito foi instaurado a partir de denúncia anônima e por um juiz que não possuía competência para processar e julgar o caso. Mesmo após ampla investigação, não conseguiram localizar qualquer elemento de prova que desse suporte às alegações. Confiamos que será feita Justiça”, diz a assessoria.

Veja a lista com todos os parlamentares com pendências

Apoie o jornalismo independente e de qualidade:

Faça uma assinatura convencional ou digital da Revista Congresso em Foco!

Mais sobre processos

Continuar lendo

Publicidade Publicidade