Janot pede inquérito contra José Serra por caixa dois em 2010

Valter Campanato / Agência brasil

Joesley Batista afirma que repassou R$ 7 milhões não declarados à campanha de José Serra) à Presidência em 2010

 

O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, pediu que um inquérito seja aberto no Supremo Tribunal Federal para apurar se o senador tucano José Serra (PSDB-SP) recebeu recursos ilícitos em sua campanha à presidência em 2010. Serra já é um dos senadores investigados pela Lava Jato.

 

De acordo com a reportagem do jornal O Estado de S. Paulo, o pedido de Janot se baseia na delação de Joesley Batista, um dos donos do Grupo J & F, conglomerado que controla a JBS. Segundo o delator, Serra teria pedido dinheiro para ajudar a financiar sua campanha. O senador nega.

A suspeita é de caixa 2 eleitoral. Joesley afirmou que repassou um total de R$ 20 milhões, dos quais R$ 7 milhões não foram contabilizados. Os valores foram da JBS para a campanha do tucano por meio de notas fiscais falsas, emitidas pelas empresas LRC Eventos e Promoções e APPM Análises e Pesquisas.

Leia mais:

Serra recebeu 2 milhões de euros via caixa dois, diz ex-presidente da Odebrecht

Operador de Serra admite repasse da Odebrecht na Suíça

Continuar lendo

Publicidade Publicidade