Colunistas

Já provou o melhor doce de Brasília?

“Em Brasília são 248 estabelecimentos catalogados e testados por um júri integrado por moradores da cidade, de perfis diferentes”

O cenário gastronômico da capital continua produzindo boas notícias e novos protagonistas chegam para encantar nosso paladar. Para uma prova concreta, basta conferir os vencedores da última edição do Comer&Beber Brasília, promovido pela revista Veja.

Em Brasília são 248 estabelecimentos catalogados e testados por um júri integrado por moradores da cidade, de perfis diferentes. A coluna quer hoje bater palmas para o vencedor de “melhor doce”, criação da Castália, que também conquistou o troféu de “melhor padaria”.

Bem ali, na esquina da 102 Norte, surge a nova delícia campeã: uma apetitosa torta de chocolate meio amargo com flor de sal!!! É um acompanhamento de luxo para o café cheio de espuma que aparece na foto de página inteira, mas vamos combinar: uma torta assim é boa de qualquer jeito!!! Lá há também variedade de pães artesanais para todos os gostos.

Além dessa especialíssima torta vamos focar no exemplo de profissionalismo e de busca pela excelência dado pelos vencedores nas diversas categorias. O prêmio de “melhor café” ficou, merecidamente, com o Los Baristas. Quem já foi provar as opções da cafeteria sabe do que estou falando. Com dois anos de funcionamento, o endereço ali na 404 Norte prima pela alta qualidade. O casal proprietário faz a própria torrefação dos cafés vendidos na loja. Compra microlotes de café direto dos produtores e experimenta as melhores soluções.

Los Baristas e Castália chamam a atenção dos clientes pelo esmero, pela busca em oferecer o melhor produto, resultado de uma cadeia de produção onde cada detalhe é importante e impacta na “delícia” final do produto.

 

Reprodução

Miriam Moura celebra vencedores da última edição do Comer&Beber Brasília, promovido pela revista Veja

 

Merece aplauso também o IVV Swine Bar, que conquistou o duplo prêmio de melhor atendimento/melhor cozinha de bar. A equipe de jovens garçons é bem treinada e muito atenciosa e as comidinhas são sempre apresentadas de forma divertida e com esmero. O wine bar é focado em receitas feitas com ingredientes de suínos (daí o nome da Casa, Swine. IVV é o conjunto das letras iniciais “In vino vivo”, no vinho, vivo).

Esses estabelecimentos que foram reconhecidos pela qualidade de produtos e pelo bom atendimento são a melhor notícia para o cenário gastronômico da capital, pois sinalizam que a cidade passa a contar com múltiplas opções para uma boa refeição, com ingredientes selecionados e pratos preparados com profissionalismo.

Há muitos outros exemplos de comidinhas gostosas para se degustar e visitar nos endereços citados. Há hamburguerias, sorveterias, casas especializadas em sanduíches, restaurantes por tipo de comida (culinária étnica), peixes e frutos do mar, variados e cozinha contemporânea. Na categoria bares há botecos, cachaçaria, chope e cerveja, drinques, happy hour, música ao vivo, para dançar, para ir a dois, para paquerar.

Na próxima terça, dia 12 de junho, é data de gala para celebrar a dois, não é?

 

Da mesma autora:

<< O sucesso do chef Daniel Boulud

<< As joias da vitivinicultura gaúcha

Continuar lendo

Sobre o autor

Miriam Moura

Miriam Moura

Miriam Moura é jornalista, com larga experiência na cobertura política em Brasília. Trabalhou em jornais como O Globo, O Estado de S. Paulo e foi assessora de Comunicação em tribunais superiores, como STJ, TST e CJF. É diretora de Consultoria e Treinamentos na Oficina da Palavra e In Press Oficina.

Outros textos de Miriam Moura.

Curtir Congresso em Foco no Twitter e Facebook: