Flaviano Melo (PMDB-AC)

Réu na Ação Penal 435 por peculato e crimes contra o sistema financeiro. O deputado alegou que nunca foi ouvido no processo, que diz respeito ao período em que ele foi governador do Acre. “O inquérito foi movido contra secretários de meu governo à época (1986/1990)”, afirmou.

Veja a íntegra da nota do deputado:

“Em resposta à solicitação feita por reportagem do Congresso em Foco acerca da  Ação Penal n° 435 que  corre  no Supremo Tribunal Federal (STF) cumpre esclarecer:

O inquérito   foi movido contra  secretários de meu governo à época (1986/1990).  Não fui arrolado no citado inquérito e nunca fui sequer ouvido no mesmo, sendo certo que o processo já chegou ao seu final.

Posteriormente, por razões políticas, posto ser ano eleitoral, houve uma denúncia contra mim pelos mesmos fatos, que está sendo apurada pelo Supremo Tribunal Federal, que, certamente,  dará pela improcedência de dita denúncia, por sua total impertinência, por razões de inteira Justiça.”

Mais sobre processos

Continuar lendo

Publicidade Publicidade