Colunistas

Familiares de autoridades também devem cumprir a liturgia do cargo

"A imprensa deu mais destaque ao comentário da esposa de Fernando Segóvia, que afirmou se sentir 'como uma noiva' do que ao discurso de posse do novo chefe da PF"

 

Familiares de autoridades também devem cumprir a liturgia do cargo

Repercutiu muito mal o almoço estilo festa de casamento – com direito a champanhe e maquiagem carregada – oferecido por Tatiana Kalil na posse do marido, Fernando Segóvia, como diretor da Polícia Federal. A imprensa deu mais destaque ao comentário da esposa do que ao discurso da autoridade. “Estou me sentindo como uma noiva. Só falta o buquê”, disse Tatiana a jornalistas.

Não é a primeira vez que esposas de autoridades colocam seus maridos em má situação. O caso mais recente ocorreu no ano passado, quando o ex-ministro do Turismo Alessandro Teixeira se deixou fotografar com a mulher trajando roupas sensuais dentro do próprio gabinete. Milena Santos, conhecida como “miss bumbum”, pelo título que ganhou em um concurso nos Estados Unidos, postou as fotos em sua página no Facebook, onde também constavam várias outras imagens pouco recomendáveis para esposas de personalidades públicas.

Teixeira teve uma importante passagem pelos governos petistas. Formulou a política de comércio do governo Lula, presidiu a Apex, a ABDI, chegou a ser ministro interino do Desenvolvimento e Comércio Exterior, ocupou cargos na Casa Civil. Mas a marca que deixou na mídia foi a de marido da ex-miss bumbum.

 

 

A rápida corrida de 60 países rumo ao planeta digital

A Harvard Business Review publicou o Índice de Evolução Digital 2017 – uma espécie de monitor que acompanha a evolução das relações físicas no mundo virtual, seja nas comunicações, no intercâmbio social e político ou no entretenimento.

O Índice mostra como desde o surgimento do Google, há 20 anos, ou o lançamento do iPhone, há dez, as tecnologias digitais transportaram o mundo real para dentro do digital. E aponta os países em que a velocidade é mais rápida e onde o ritmo diminuiu.

 

 

Para ser conhecido, tem que aparecer nas redes sociais

Cada vez mais as mídias sociais têm que ser consideradas no plano de comunicação das instituições. Já está comprovado que o Brasil é um dos países com maior número de influenciadores do mundo.

Por isso, as grandes marcas realizam ações com os mais famosos youtubers mirando seus fãs. Maganize Luiza está no topo da lista das grandes marcas que investiram no marketing de influência no primeiro semestre de 2017.

O digital influencer Felipe Neto, com os seus 16 milhões de fãs no YouTube, está entre os mais procurados pelas empresas de publicidade.

 

 

 

Continuar lendo

Curtir Congresso em Foco no Twitter e Facebook:




Publicidade Publicidade