EUA produziram “dossiê” sobre Dilma Rousseff

O Consulado dos Estados Unidos em São Paulo produziu uma espécie de “dossiê” sobre a ministra da Casa Civil, Dilma Rousseff, logo após sua posse, em junho de 2005. O documento de quatro páginas continha um relatório detalhado da vida da ministra e foi enviado ao Departamento de Estado Americano.

A biografia de Dilma produzida pelos americanos está na reportagem publicada neste domingo do jornal Zero Hora. Em um dos trechos, Dilma é citada como uma pessoa com fama de durona. “Ela tem uma reputação de negociadora dura, ser persistente e de prestar muita atenção aos detalhes. Adjetivos usados aqui por aqueles que trabalham com ela incluem exigente workaholic”, diz o documento.

Além do perfil profissional, também são revelados detalhes como o estilo de música preferido pela ministra. “Ela gosta de cinema e música clássica. Recentemente ela perdeu peso, depois de, alega-se, adotar a dieta do presidente”, mostra o trecho sobre a vida pessoal.

O material teria sido produzido como parte do pacote de informações sobre o então recém-eleito presidente Lula. (Tatiana Damasceno)

 

Continuar lendo

Publicidade Publicidade