Em projeto piloto, DF autoriza servidores do Detran a trabalhar de casa

 

Divulgação

Servidores que aderirem à nova proposta terão que cumprir metas de desempenho 15% superiores às dos demais

 

O governo do Distrito Federal vai começar a implantar um esquema de home office ou teletrabalho para servidores públicos. A medida, que pretende reduzir gastos públicos e estimular a produtividade, terá um projeto piloto com os funcionários do Departamento de Trânsito do Distrito Federal (Detran-DF).

Os servidores que trabalharem a distância terão que cumprir metas de desempenho 15% superiores às dos demais. O limite máximo de servidores em home office no projeto-piloto é de 30% por unidade. Os servidores deverão se reunir com as chefias imediatas uma vez por semana para apresentar resultados e acompanhamento dos trabalhos.

Segundo o Detran, a mudança tem o objetivo de aumentar a produtividade e a qualidade do trabalho dos servidores, promover formas de motivar e comprometer os funcionários, economizar tempo e custo de deslocamento, além de possibilitar a melhoria da qualidade de vida das equipes do departamento.

Servidores que desempenham suas atividades no atendimento ao público externo e interno, ocupantes de funções comissionadas ou de cargos de chefia não poderão trabalhar de casa.

A Secretaria de Planejamento, Orçamento e Gestão do Distrito Federal informou que “a possibilidade de implementação de teletrabalho no governo de Brasília é proposta complexa, que exige, além de estudos, regulamentação apropriada para tal inovação”. Um projeto de lei para alterar o regime jurídico dos servidores públicos civis do DF será enviado à Câmara Legislativa.

Mais sobre Brasília

Continuar lendo

Publicidade Publicidade