Sexta, 24 de Março de 2017

Deputados de 12 partidos apoiam candidatura de Jovair à presidencia da Câmara

Líder do PTB critica atual presidente Rodrigo Maia (DEM-RJ) por depender da Justiça para concorrer á reeleição em uma mesma legislatura

 

Leonardo Prado/Câmara dos Deputados

Candidato do PTB à presidência da Câmara durante lançamento oficial da sua candidatura

 

O líder do PTB na Câmara, Jovair Arantes (GO), conseguiu reunir deputados de 12 partidos no lançamento da sua candidatura à presidência da Câmara nas eleições internas marcadas para o dia 2 de fevereiro. Até um dos principais assessores do presidente Michel Temer, o ex-deputado Sandro Mabel, do PMDB, esteve na solenidade. O vice-governador de Goiás, José Eliton, que é do DEM, anunciou apoio a Jovair e falou em nome do governador goiano, Marconi Perilo, do PSDB. Um dos concorrentes de Jovair, Rogério Rosso (PSD-DF), também fez um discurso com muitos elogios ao petebista.

No discurso de abertura da campanha, Jovair criticou a dependência de um parecer jurídico do Supremo Tribunal Federal para a candidatura do atual presidente Rodrigo Maia (DEM-RJ). “Nesta Casa, 512 deputados podem se candidatar à presidência, mas apenas um depende de um parecer da Justiça para concorrer”, disse Jovair sem citar o nome de Maia.

A candidatura à reeleição do atual presidente está sendo questionada no STF pelo PDT, que tem o deputado André Figueiredo (CE) como um dos candidatos, e pelo Solidariedade, que já declarou apoio a Jovair. As ações alegam que o artigo 57 da Constituição impede a reeleição do presidente da Câmara em uma mesma legislatura e pedem uma manifestação do Supremo. No lançamento da candidatura, Jovair levou ao Salão Negro da Câmara vereadores, prefeitos e deputados estaduais de Goiás.

Durante discurso, Jovair defendeu a criação imediata de comissões especiais na Câmara para tratar de temas urgentes. Entre eles está a reforma do regimento interno, que ele considera ultrapassado. O texto utilizado pelos parlamentares foi elaborado quando a Casa tinha apenas cinco partidos. Outra proposta do petebista é adotar um rodízio entre deputados para a indicação de relatorias de projetos importantes. O presidente da Câmara tem a prerrogativa de escolher quem quiser para relatar projetos, medidas provisórias ou emendas constitucionais.

De olho em uma das mais frequentes reclamações dos deputados, Jovair propõe limitar as votações na Casa até 20 horas. “Não podemos passar para a sociedade que estamos votando de madrugada, com maracutaia, enganando o povo”, disse o candidato do PTB. Jovair vai intensificar as viagens aos Estados para visitar os colegas durante o recesso e tentar o apoio dos governadores para que influenciem as respectivas bancadas de deputados federais.

Mais sobre Jovair Arantes

Continuar lendo

Curtir Congresso em Foco no Twitter e Facebook:

comments powered by Disqus
Publicidade Publicidade