Deputado que “se lixa” é reeleito com 97 mil votos

Sérgio Moraes (PTB-RS), que é réu em ações penais e se lixa para a opinião pública, terá um segundo mandato na Câmara dos Deputados

Sérgio Moraes (PTB-RS), que é réu em ações penais e se lixa para a opinião pública, terá um segundo mandato na Câmara dos Deputados

Edson Sardinha

Ele disse que “se lixava” para a opinião pública. E 97,38 mil eleitores se lixaram para essa declaração dele na eleição de domingo (3). Com quase 100 mil votos, o deputado Sérgio Moraes (PTB-RS) foi reeleito para o seu segundo mandato na Câmara. Réu de duas ações penais no Supremo Tribunal Federal (STF), o petebista se tornou célebre na atual legislatura por duas frases. 

Tudo sobre os resultados das eleições de 3 de outubro

Ao assumir a presidência do Conselho de Ética, em maio de 2008, o gaúcho desdenhou dos processos a que responde na Justiça. “Serei absolvido em todos. Lá na minha terra, tem um ditado que diz que cão que não tem pulga, ou teve ou vai ter, mesmo que seja pequena”, afirmou Moraes. “Sou ético, sou firme, não me dobro e tenho sete mandatos.”
Meses depois, voltou a causar polêmica ao defender o arquivamento de uma denúncia no Conselho contra o deputado Edmar Moreira (PR-MG), acusado de usar a verba indenizatória com suas empresas de segurança.
 
“Estou me lixando para a opinião pública”, afirmou Moraes aos jornalistas. “Até porque parte da opinião pública não acredita no que vocês escrevem. Vocês batem, mas a gente se reelege.”

No Supremo, Sérgio Moraes é acusado de ter cometido crimes de responsabilidade no período em que foi prefeito de Santa Cruz do Sul. Numa das ações, o parecer da Procuradoria-Geral da República é pela condenação.

Continuar lendo

Publicidade Publicidade