Com recuo do PT, retorno de Aécio é incerto

Cássio dmite dificuldades até dentro do PSDB para volta de senador investigado por receber R$ 2 milhões em dinheiro vivo

O recuo do PT no apoio ao senador afastado Aécio Neves (PSDB-MG) – motivado por críticas recebidas nos últimos dias – aumenta a insegurança sobre o retorno do tucano ao Congresso. Em entrevista ao jornal O Globo, o líder do PSDB, Cássio Cunha Lima (PB), reconhece dificuldades, até dentro do partido para a volta do político que tem se recolher em casa todas as noites por ordem da 1ª Turma do Supremo Tribunal Federal.

<< Leia a notícia em O Globo

O plenário do STF decidiu na quarta-feira que a palavra final sobre medidas cautelares contra parlamentares é do Congresso. A votação sobre a manutenção do afastamento de  Aécio será na terça-feira (17). O tucano perdeu o apoio formal do PT. “Juristas avaliaram que a decisão da Corte não põe fim ao choque entre poderes”, informa o Globo. “Restam dúvidas sobre quais medidas precisam de aval do Parlamento.”

Aécio é investigado por receber R$ 2 milhões em dinheiro vivo dos executivos da JBS. O caso foi revelado pela Operação Lava Jato.

Continuar lendo

Publicidade Publicidade