As imagens do último encontro de Lula com a militância petista antes de ser preso

Reprodução

“Fica tranquilo que nós vamos vencer esta batalha”, disse Lula aos seus fiéis admiradores

 

“Lula ladrão, roubou meu coração”. “Lula na veia, Moro na cadeia”. O coro foi entoado em São Bernardo do Campo (SP) por militantes do PT e de outros partidos de esquerda, no último sábado (7), antes de o ex-presidente se entregar à Polícia Federal. As imagens que você verá abaixo mostram exatos cinco minutos e cinco segundos de cenas de rara intimidade entre um político e eleitores.

O registro se inicia com Lula, descabelado e exalando cansaço por todos os poros, em busca de uma fã aos prantos. Ele se aproxima, abraça e beija a mulher, e tenta tranquilizar: “Tudo vai dar certo”. Sai abraçando e beijando mulheres e homens, que também o abraçam e o beijam. “Você é o nosso paizão”, diz um jovem. “Estamos com você, você jamais estará sozinho”, afirma uma mulher.

“Eles é que estão cometendo crime. Estou tranquilo, muito tranquilo”, fala o ex-presidente. Posa para selfies, é tietado por alunos que se formaram em faculdades com bolsas do Fies. “Graças ao seu Fies”, destaca um deles. “Vou por causa do senhor ser doutor esse ano”, informa outro. “Lula, Lula”, grita alguém. “Um abraço no Mata-Mosquito”, chama o sujeito. Lula atende ao pedido rindo: “Caralho, um abraço no Mata-Mosquito, porra”.

Aplausos, novas selfies, lágrimas, palavras de ordem, mútuas declarações de amor. “Fica tranquilo que nós vamos vencer esta batalha”, promete Lula adiante. O registro termina com o inútil apelo de uma senhora: “Não vai, Lula, cê vai ficar aqui com nós”.

 

Veja o vídeo:

 

 

<< PT reafirma que Lula é seu candidato à Presidência da República

<< Os principais trechos do discurso de Lula em São Bernardo do Campo

Continuar lendo