Alexandre de Moraes sobre a Operação Lava Jato: “Nesta semana vai ter mais”

Valter Campanato/Agência Brasil

Frase foi dita durante conversa com representantes do Movimento Brasil Limpo, em Ribeirão Preto

Ao participar de um evento de campanha do deputado Duarte Nogueira (PSDB-SP), que concorre à Prefeitura de Ribeirão Preto, o ministro da Justiça, Alexandre de Moraes, sugeriu neste domingo (25) que uma nova fase da Operação Lava Jato será deflagrada pela Polícia Federal (PF) esta semana. ”Teve a semana passada e esta semana vai ter mais, podem ficar tranquilos. Quando vocês virem esta semana, vão se lembrar de mim”, disse o ministro. As informações são do jornal O Estado de S.Paulo.

A frase foi dita durante uma conversa com representantes do Movimento Brasil Limpo (MBL), em que o ministro falava sobre o futuro das investigações e sobre a pareceria entre Ministério Público Federal e PF.

À reportagem do Estadão, o ministro explicou que a continuidade da Lava Jato com “o apoio total à Polícia Federal” é um compromisso firmado por ele desde o momento em que assumiu o comando da pasta.  Ainda sobre a força-tarefa, considerada por Moraes como uma “belíssima operação”, o ministro afirmou que não houve excessos na prisão do ex-ministro da Fazenda Guido Mantega, na última quinta-feira (22), revogada no mesmo dia pelo juiz Sérgio Moro. Mantega acompanhava a esposa em um procedimento cirúrgico quando foi contactado e detido por agentes da PF, que o conduziram até seu apartamento, onde foi executado mandado de busca e apreensão.

Para Alexandre de Moraes, a PF apenas cumpriu seu papel e atuou de forma “absolutamente discreta”. “A prisão só foi revogada por um fato superveniente (posterior), desconhecido da polícia, Ministério Público e Judiciário, um fato humanitário, o que não leva a nenhum descrédito toda a operação e aquele momento da prisão”, disse o ministro.

Repercussão

A fala de Alexandre de Moraes sobre a Lava Jato logo repercutiu entre parlamentares, que se manifestaram nas redes sociais. Em sua conta no Twitter, a senadora Gleisi Hoffmann (PT-RS) sugeriu que a autonomia da PF estaria comprometida na gestão de Moraes. “Min da Justiça sabe agora com antecedência as operações da PF na Lava Jato? Pode isso? Cadê a autonomia da PF? Só funcionou com Dilma e Lula”, escreveu a senadora. “PF, MP, Moro devem explicações s/ esse ‘conhecimento’ do ministro da Lava Jato. Imagina se fosse Zé Eduardo ou Aragão que dissessem isso?!”, continuou Gleisi. “Pra completar o Ministro da Justiça ainda divulga a operação policial, que deveria ser sigilosa, em palanque eleitoral do PSDB”, concluiu.

O deputado Paulo Pimenta (PT-RS) também se manifestou sobre o fato na rede social. “Descarada ameaça do Ministro da Justiça revela seletividade criminosa da lava jato. Golpistas usam PF para #BocaDeUrna contra o PT”, escreveu o deputado.

Leia a reportagem completa no jornal O Estado de S.Paulo

Mais sobre Operação Lava Jato

Continuar lendo

Publicidade Publicidade