Notícias

A sobremesa que não chega

Em debate no Congresso há mais de dez anos, a parte mais aguardada da reforma tributária tem sido empurrada com a barriga

Continue lendo...

Nas mãos do Supremo

Veja a relação dos 102 parlamentares que são alvo de investigação no STF e as denúncias que pesam contra eles

Acusados se defendem

Apenas 27 dos 102 congressistas que respondem a algum tipo de questionamento no STF retornaram os contatos feitos pela reportagem

Relações perigosas

Partidos políticos e corrupção eleitoral são responsáveis por elevado número de investigações contra parlamentares, diz especialista

Dinheiro suspeito

Quatro senadores e 13 deputados são acusados diretamente por desvio de recursos públicos. Maioria das denúncias é contra o PMDB, do ministro Romero Jucá

Congressistas sob investigação no STF por desvio de verbas

Veja a lista

O mapa das denúncias

Governistas representam 76% dos congressistas sob investigação no STF.PMDB e São Paulo lideram estatística entre bancadas

Acusações e mais acusações

Trinta e nove congressistas respondem a mais de uma denúncia no STF. Quatro deles figuram como suspeitos em mais de cinco investigações

Por partido, em números absolutos

Distribuição dos parlamentares que respondem a investigação no STF

Relação dos parlamentares sob investigação no STF

Por região, em ordem decrescente

Crise de oferta de água

Risco de desabastecimento decorre, essencialmente, dos baixos investimentos públicos em saneamento básico feitos no país nas últimas décadas.

Parlamentares sob suspeita

Um sexto dos congressistas responde a algum tipo de investigação no STF.Crimes contra a administração pública lideram estatística

Suspeitas que se repetem

Metade das acusações contra parlamentares no STF é de crimes contra a administração pública, a ordem tributária e a legislação eleitoral

De indiciados a réus

Vinte e três congressistas já são réus de processos criminais no STF. Acusações variam de calúnia a desvio de recursos públicos

Ações em andamento

Veja quais são as acusações feitas contra parlamentares que respondem a algum tipo de processo no STF

Acusados se defendem

Parlamentares que respondem a processo no Supremo Tribunal Federal rebatem acusações. A maioria, porém, prefere o silêncio

Para onde vai o seu dinheiro ?

Legislativo precisa fiscalizar com rigor a aplicação dos gastos orçamentários. Em nome do ajuste fiscal, o governo reduziu investimentos em áreas vitais.

Impunidade favorece planos de saúde

Não é preciso ir muito longe: se não aconteceu com você, certamente há um conhecido – parente, amigo ou colega de trabalho – que foi lesado por planos de saúde.

Comprometendo o futuro

Governo compromete competitividade do país ao destinar recursos da ciência e tecnologia para o pagamento de juros

Fiscalização: o papel do Legislativo e do cidadão

É preciso aprimorar a divulgação de dados sobre a execução de obras públicas e envolver o cidadão como protagonista do controle social

Estatuto do Desarmamento sob risco

Lobby da indústria de armamentos e desarticulação do governo ameaçam a realização de referendo sobre a proibição de venda de armas, alerta o senador César Borges (PFL-BA)

A MP 232 e o gasto público

No ocaso de 2004, com a Medida Provisória (MP) 232/04, o governo federal atualizou a tabela de cálculo do imposto sobre a renda dos contribuintes amenizando, em parte, a abissal queda da remuneração do trabalho registrada no último decênio.

Caixa forte

Quatro parlamentares eleitos em 2004 têm patrimônio declarado superior a R$ 1 milhão: Roberto Pessoa, Gilberto Kassab, Itamar Serpa e Anderson Adauto

Os bens dos parlamentares eleitos (em ordem decrescente)

Veja a lista completa

Publicidade Publicidade