Segunda, 29 de Agosto de 2016

Notícias

Ana Amélia e Gleisi estão de lados diametralmente opostos no processo de impeachment

Ana Amélia representa contra Gleisi Hoffmann no Conselho de Ética do Senado

Senadora do PP quer que parlamentar petista aponte quem “não tem moral” no Senado para julgar o impeachment da presidente Dilma Rousseff. Veja a íntegra do requerimento

Continue lendo...
Dilma foi poucas vezes ao Congresso desde que tomou posse para o primeiro mandato, em 2011

Na reta final do processo de impeachment, o “dia D” de Dilma Rousseff no Senado

Chega o momento em que a presidente vai ao Congresso enfrentar seus algozes – até agora, 47 senadores estão inscritos para interrogá-la. Mas ela também terá o apoio presencial de Lula e diversos de seus ex-ministros. Câmara tem pauta repleta de matérias de interesse de Temer e tenta votar medidas

Renan, Lewandowski e Raimudo Lira: o juiz de fato entre os juízes circunstanciais

Em vídeo, o roteiro do último capítulo do processo de impeachment de Dilma

Depois de mais de oito meses de um arrastado enredo sobre disputa política e polarização, ida da presidente da República ao Senado nesta segunda-feira abre a primeira cena rumo ao fim. Votação final está prevista para terça-feira

País precisa de qualificação – e não compadrio – no serviço público, ressalta professor

Modernização do Estado brasileiro – A urgência diante da falência

“O serviço público precisa criar estratégias e montar equipes funcionais capazes, dentro do princípio da ética e da moralidade – e não do apadrinhamento, do clientelismo e do populismo político. A Constituição de 1988 consagrou o princípio da entrada no serviço público mediante concurso público”

Ligações do ex-presidente com o Léo Pinheiro e a OAS podem lhe render a primeira denúncia formal na Lava Jato

Procuradores elaboram denúncia contra Lula sobre sítio em Atibaia e tríplex no Guarujá

Reportagem do jornal O Globo diz que investigadores já consideram haver provas para sustentar acusação contra o ex-presidente por crimes como corrupção passiva, ocultação de patrimônio e lavagem de dinheiro. PF aponta “vantagens ilícitas” de R$ 2,4 milhões propiciadas pela OAS

O palco: Dilma falará pela primeira vez no Congresso depois de iniciado o impeachment

Parlamentares pró e contra impeachment traçam estratégias na véspera da ida de Dilma ao Senado

Senadores da base aliada ao presidente interino Michel Temer, favoráveis ao impeachment, reúnem-se na liderança do PSDB no Senado. Expectativa é de que Lula, que se reuniu na sexta-feira com Dilma, retorne a Brasília para ajudar na defesa da sucessora

dilmalulamarquesagpt1

O sobe e desce do legado econômico de Dilma

Inflação e desemprego em alta, PIB e renda em baixa, Petrobras com prejuízo recorde. À beira do impeachment, Dilma corre o risco de ser a primeira presidente desde a redemocratização a deixar de herança situação econômica pior do que a recebida de antecessor

opinião_drrosinha

João Havelange – Homenagens e suspeitas contra o ex-presidente da Fifa

Autor reprova tributos, póstumos ou não, a dirigentes como o brasileiro que por décadas comandou o futebol. “No interior da sede da Conmebol, li o nome das salas. O primeiro impulso que tive foi o de sair dali, de dizer a todos que me negava a permanecer em um ambiente no qual um corrupto é homenageado”

Senadores encerraram a fase de depoimentos, pausam no domingo e reativam trabalhos no dia seguinte, com a defesa presencial de Dilma

Impeachment: etapa de testemunhas termina após 12 horas de sessão; Dilma falará na 2ª

Último a depor nesta fase foi o professor de Direito Tributário Ricardo Lodi, para quem o TCU recomendou a reprovação das contas da presidente afastada por atos que não eram considerados irregulares. “Quando foram editados os decretos, esse entendimento não existia”

“Triste ironia”: Brasil queria fim da corrupção, mas vê “corruptos” articularem impeachment, diz jornal

Le Monde menciona Congresso em Foco em editorial sobre impeachment

Um dos principais jornais do mundo menciona reportagem deste site sobre processos de parlamentares no STF. Jornal francês condena impeachment: “Se esse não é um golpe de Estado, é no mínimo uma farsa. E as verdadeiras vítimas dessa tragicomédia política infelizmente são os brasileiros”, conclui o editorial. Leia a íntegra

Dilma terá reforço contra o “golpe” em plenário

Impeachment: além de Lula, Dilma levará mais de 20 convidados à sessão em que se defenderá no Senado

Renan Calheiros reservou espaço em plenário para aliados da presidente e de Janaína Paschoal, mas ela já avisou que não levará correligionários ao depoimento. “Esse será um momento da defesa e não terá espaço para confronto”, disse a advogada de acusação

Ministro repetiu tudo o que disse à comissão de impeachment e falou por mais de sete horas

Dilma não cometeu crime de responsabilidade, diz ex-ministro Nelson Barbosa

Ex-ministro do Planejamento e da Fazenda na gestão Dilma falou aos senadores por mais de sete horas. “Ela seguiu estritamente o que está na lei”, afirmou Barbosa

“Desmoronar as instituições, aprovar leis de anistia e eliminar provas incriminatórias são táticas muito conhecidas na velha cleptocracia brasileira”, adverte Luiz Flávio Gomes

Gilmar Mendes assume liderança do combate feroz à Lava Jato, defende jurista

“Nitidamente Gilmar Mendes e todos os seus asseclas jurídicos e midiáticos (que apoiavam a Lava Jato) mudaram de banda. Para o novo bloco de poder a Lava Jato já não interessa. O refrão aético é o seguinte: ‘Dilma já caiu. Se punir o Lula já está de bom tamanho. Pode parar por aí’. Parar no Lula, na verdade, é uma vergonha, porque todos os corruptos devem ser punidos”

Marcelo Camargo/Agência Brasil

Documentos mostram que Senado de fato interveio no STF em favor de Gleisi Hoffmann

Duas petições protocoladas pela Mesa Diretora comprovam que o Senado tentou desfazer o indiciamento da senadora petista pela Polícia Federal. Leia a íntegra dos documentos

Edilson Rodrigues/Agência Senado

Impeachment: ausência de confronto e ritmo mais acelerado marcam terceiro dia de julgamento

Depois da troca de ofensas, nesta sexta-feira, que levou à interrupção dos trabalhos, senadores ouvem sem contratempos a explanação do ex-ministro Nelson Barbosa, que tenta eximir Dilma da acusação de crime de responsabilidades fiscais. Grupo pró-impeachment faz poucas perguntas e Renan não comparece, mas sela a paz com petistas

José Cruz/Agência Brasil

Detalhes de delação descartada por Janot comprometem Dilma, Lula, Toffoli, Aécio e Serra

Revista Veja revela denúncias apresentadas pelo empreiteiro Léo Pinheiro, da OAS, que foram descartadas pelo Procurador-Geral da República depois de vazamento de informações. Políticos e até ministro do STF estão na mira dos relatos

meme

Ao vivo: Senado ouve testemunhas de defesa de Dilma

Um dia após ouvir duas testemunhas de acusação, senadores recebem seis pessoas indicadas pela defesa da presidente afastada no julgamento do impeachment. Entre elas, apenas o economista Luiz Gonzaga Belluzzo não prestou depoimento a comissão especial

opinião_bethveloso

Pokémon Go – porque ser um pouco idiota não é crime!

“Nunca joguei Pokémon Go. Portanto, não pertenço ainda – ao lado mais idiota da humanidade – mas a histeria do jogo até entre especialistas de telecomunicações me fez parar para perguntar: o que é isso, camarada?”

Com a presença de Kátia Abreu, Dilma assina posse de Eduardo Braga, substituto de Edison Lobão na pasta de Minas e Energia

Impeachment: seis ex-ministros votam contra Dilma

Presidente afastada não consegue sequer que a maioria de seus antigos auxiliares diretos vote contra o seu afastamento definitivo. Ex-ministra e nova amiga de Dilma, Kátia Abreu não perdoa colegas de Senado: “Oportunismo é abominável. Amigos ontem e inimigos hoje”

Jurista participou como testemunha de defesa no segundo dia da reta final do processo

Impeachment: jurista diz que Dilma não cometeu crime de responsabilidade

“Não há, no caso do Plano Safra, nada atribuível ou imputável a Dilma, porque a transferência de subvenções ao Banco do Brasil ocorreu no contexto de uma operação complexa que tinha em diversos ministérios seus entes competentes”, argumentou Geraldo Prado

Revista expõe na mesma capa denúncias sobre dois caciques petistas e dois tucanos. E Janot como pano de fundo

Operação Lava Jato: delação suspensa por Janot envolve Dilma, Lula, Aécio e Serra

Revista Veja reproduz em sua capa denúncia que diz ter colhido em delação premiada sobre o petrolão, uma semana depois de referência a ministro do STF no mesmo depoimento. Texto cita caixa dois de Dilma, “conta clandestina” de Lula, “comissão de 3% de operador de Aécio” e pagamento de propina “em espécie” na gestão de José Serra em SP

Gim se emocionou durante depoimento a Sergio Moro. Ele afirmou que não é "desonesto"

Lava Jato: ex-senador Gim Argello assume pedido de doação, nega propina e chora

“Não sabia que eles eram envolvidos com Petrobras. … Eu pedi doação eleitoral dentro da lei”, afirmou ex-senador. Ao final do depoimento, Argello se emocionou ao dizer que não era desonesto

Lula e Marisa são indiciados por corrupção passiva e lavagem de dinheiro

Defesa de Lula diz que indiciamento sobre tríplex é “peça de ficção”

Advogados refutam acusações e avaliam que relatório elaborado por delegado da PF “tem caráter e conotação políticos”. De acordo com relatório, Lula e Marisa receberam “vantagens ilícitas” da construtora OAS no valor de R$ 2,4 milhões

leg

Renan sugere inclusão do “crime de ingratidão” no Código Penal

Ao comentar atrito com Gleisi Hoffmann pela manhã, presidente do Senado diz que senadores do PT foram “ingratos” e sugeriu, ironicamente, que o “delito” seja tipificado na legislação

unnamed (2)

De testemunha e informante: exposição em rede social rebaixa acusação no impeachment

Cenas da Semana: o caso da testemunha de acusação que perdeu o status no Plenário do Senado devido ao uso “indevido” da internet. “Procurador não seguiu uma das regras básicas de etiqueta nas redes sociais”. Leia os destaques

Publicidade Publicidade