Sexta, 20 de Janeiro de 2017

Todas as postagens de Pedro Valls Feu Rosa

Pesquisa constata que quase metade dos casos de violência contra moradores de rua não são denunciados

O sino de Belém

“O que de mais chocante constatou-se foi mesmo a falta de sentimentos humanos de larga parcela da população – das pessoas comuns, pois. Aliás, talvez esteja aí a explicação da omissão estatal”

Continue lendo...

Passado incerto

“Você construiria sua vida em um país no qual regras e metas são alteradas em ritmo frenético? Você confiaria seu destino a um Estado cujas instituições, leoas implacáveis diante dos erros dos fracos, são carneiras submissas perante aquela ‘audácia dos canalhas’”

Autor

Globalização… A quem interessa?

“O noticiário não cessa de enumerar os encantos e vantagens do livre-comércio e da queda de barreiras”

Apocalypse Now/Reprodução

Exército brasileiro, em paz, tem o dobro de mortes do americano, em guerra

“Tropa norte-americana perde uma média de 53,67 soldados por dia. Já o Brasil, em paz, perde 119,46 habitantes assassinados por dia”

Colunista

Je suis Bukavu!

“Incorporado está o grito de ‘je suis’ à rotina a cada dia mais conflituosa da humanidade. Eu só ainda não entendi bem o motivo de ele somente ser aplicado às vítimas de países ricos. Será que os miseráveis não merecem a nossa solidariedade?”

Autor cita escritor francês: “Quando se está preso, o pior é não poder fechar-se a porta”

A fuga para a prisão – Cárcere como opção de sobrevivência

Casos de quem não tinha alternativa e provocou a própria detenção. “Richard dirigiu-se a um banco, falou que estava armado, exigiu que a caixa lhe desse US$ 1, sentou-se em uma cadeira e aguardou até ser preso – para, finalmente, ser tratado”

Pedro Valls: a ditadura do politicamente correto

“De uns tempos para cá, todos parecem ter a mesma opinião sobre tudo – e pobre de quem ousar ser ‘diferente’. Seja sobre conceitos básicos do cotidiano, acerca dos grandes problemas nacionais ou até mesmo no que toca à realidade vivida pela humanidade, vivemos em uma era de censura e alienação”

Ainda somos primitivos para tanta tecnologia, diz Pedro Valls

O mundo perfeito – Por que não estamos prontos para certo nível de tecnologia

Nossos “primitivos corações” não acompanham a evolução das máquinas, diz autor. “Começamos a chegar a um admirável mundo novo. Mas estamos preparados para ele? Minha resposta – que me perdoem os entusiastas pela tecnologia, dentre os quais me incluo – é não”

Pedro Valls pede perdão às crianças, principais vítimas da perversão humana

Longe dos olhos, longe do coração – Um pedido de desculpa às crianças vítimas da barbárie sexual

Autor menciona diversos casos de abuso sexual e, ao lamentar os rumos da humanidade, recorre a pensadores como Thomas Jefferson. “Temo pela minha espécie quando penso que Deus é justo”

Jazidas do minério e do fruto no Brasil são abundantes, mas desdenhadas, reclama autor

A busca de Marinete – Abundância de nióbio e cacau em um país que não a explora

“Exportamos um dos mais raros e essenciais minérios do planeta a US$ 26,50 o quilo e importamos por US$ 85,08 um quilo de chocolate feito em um país que não dispõe de sequer um pé de cacau!”

Sociedades cada vez mais violentas deixam antigos valores pelo caminho, diz autor

A soma de dois mais dois é quatro – Escalada da violência no transcorrer do tempo

“Aguce sua memória e converse com algum professor idoso. Descubra a chocante queda no nível de civilização das salas de aula, independentemente de elas se situarem em locais pobres ou ricos”

A gente somos inútil

“Perceba que estamos todos a viver em um mundo, em um país, totalmente sem lógica – que somente a existência de um ‘Governo invisível’ pode explicar. Combatê-lo não importa em qual esfera for é nosso dever, sob pena de chegarmos aos portais da eternidade cantarolando o refrão da famosa música do grupo Ultraje a Rigor: ‘inútil, a gente somos inútil’”

A rotina do absurdo

Quando nos daremos conta da necessidade de agir contra a violência que nos oprime e já não nos assusta?

Davi e Golias – O “modelo Cingapura” de desenvolvimento nacional

“O que falta, afinal, ao Brasil? Nosso povo é um dos mais criativos e afáveis do planeta, e vivemos sobre um solo riquíssimo – assim, onde temos errado? Quais mudanças devemos buscar?”

O problema da saúde está no coração – mais precisamente na falta dele

Casos em que a saúde pública mundo afora é sintoma e retrato da desumanidade no mundo pós-moderno. “Nada menos que 10% das doenças que afetam a humanidade e 6,3% de todas as mortes delas decorrentes poderiam ser evitadas se as pessoas dispusessem de saneamento básico!”

Senzalas do mundo civilizado – A miséria que une navegantes e mineiros

O trágico final dos trabalhadores que “perdem a vida tentando ganhá-la”. “Parece incrível, mas para que o comércio mundial funcione razoavelmente bem, quase três marinheiros perdem a vida a cada dia só em razão de naufrágios – em 2012, por exemplo, foram 981 mortes”

Deu a louca no mundo virtual – Os sites mais surreais de nosso tempo

Serviço de telegramas para o além? Venda e compra de votos na Alemanha? Experiências com alienígenas? Colunista cita alguns dos sites mais “inacreditáveis” à disposição dos internautas mundo afora

Chumbo grosso na criançada

Desembargador alerta para risco de contaminação de crianças pelo chumbo: “Será que já não passou da hora de procedermos a um exame pericial sério nos produtos importados que temos consumido? Será que nem sequer esta preocupação nossas crianças – futuro do Brasil – merecem?”

“a exceção só é odiosa para os outros” - Machado de Assis

As filas e a hipocrisia

Ricos e pobres, fracos e poderosos. Cada um esperando, pacientemente, a sua vez. Filas podem ter até um efeito estético ruim – mas quem haverá de questionar sua aura de igualdade e de espiritualidade?

Um desconto para a civilização

“Poucas atividades refletem tão bem o estágio de evolução do espírito humano como o comércio. Pense no quanto o aparentemente banal ato de comprar e vender traduz a cultura e a filosofia de todo um povo!”

A galinha do vizinho – Os anglicismos e o idioma “desnacionalizado”

Colunista lamenta o idioma “desnacionalizado” pelos anglicismos. “Passei em frente a um dos ‘Business Center Plaza Bureau Convention Building & Office Towero’ da vida. É curioso. Nunca tive a oportunidade de encontrar, na Europa ou nos EUA, uma série de edifícios com nomes brasileiros”

Os medicamentos que matam

“Um a cada dez pacientes sucumbe não enquanto vítima do câncer, mas devido a medicamentos ministrados. O fato é que as drogas e radioterapias atualmente disponíveis acabam por fragilizar o sistema imunológico do doente, que fica vulnerável a infecções”

O bom e velho faroeste

O que há de invenção no velho gênero norte-americano? “E os assaltos a banco, tão comuns nos filmes de faroeste? Tudo mentira! Segundo constatou o historiador Larry Schweikart, aconteceram apenas quatro deles em nada menos que 15 estados, entre os anos de 1859 e 1900!”

Quem avisa amigo é

Colunista lança luzes sobre a nova “invasão estrangeira”. “Chegamos ao insólito país cujos habitantes compram o leite de suas próprias vacas, a água mineral de suas próprias nascentes e a maioria dos produtos de sua própria terra de empresas estrangeiras nela instaladas”

Publicidade Publicidade