Domingo, 26 de Março de 2017

Todas as postagens de Paulo Rubem Santiago

o-petrobras-

Estado, sonegação e corrupção

“A progressiva privatização das funções da maioria dos partidos e bancadas parlamentares visa, necessariamente, à promoção dos interesses empresariais capitalistas junto ao aparelho de Estado para que tomem decisões a seu favor”

Continue lendo...
Escolaridade

Irresponsabilidade socioeducativa

“Prefeitos e governadores que não colocam crianças e jovens nas escolas, não superam a evasão e a repetência escolares, nem asseguram proteção social às famílias em condições vulneráveis deveriam ser responsabilizados”, diz ex-deputado

Plano Nacional de Educação: quem pariu Mateus que o embale

Com críticas à gestão Temer, autor conclama entidades a lutar pelas conquistas do setor da educação. “Não podemos permitir que, por meio de um golpe dentro do golpe do impeachment, os serviçais do mercado financeiro metam a mão no Plano Nacional de Educação”

Antes que seja tarde

“Quando será iniciada a reconstrução de toda a arquitetura da política monetária, o desmonte da farsa do IPCA cheio na análise da inflação, a implosão da Pesquisa Focus, ração de expectativas do mercado para a dieta do Banco Central?”

O futuro do país e as manobras atuais

Colunista diz que atual tentativa de impeachment de Dilma é o caminho escolhido pelas forças conservadoras – FHC, PSDB, PMDB E DEM à frente – para “usurparem ainda mais as riquezas de nosso país”

As entranhas da ‘Agenda Brasil’

As duas proposições apresentadas pelo presidente do Senado, Renan Calheiros, para melhorias do Sistema Único de Saúde – maior desvinculação de receitas da União e a possibilidade de pessoas com maior poder aquisitivo pagar por tratamentos de saúde – representam um engodo

A necessidade da política

“Para a maioria da população, as práticas políticas andam mal das pernas, com fortes alianças com a corrupção. Para os barões de sempre, não. Fazê-las diferentes é urgente, possível, necessário, fundamental”, defende ex-deputado

Brasil: o fim do curto prazo

Ao privilegiar as metas de superávit para o pagamento da dívida pública, governo dissocia estabilidade da moeda do crescimento e frustra o planejamento do país a médio e longo prazos, diz ex-deputado

O panelaço seletivo das elites

“Não vi essa gente ir às ruas quando FHC torrou o patrimônio público e entregou o apurado para a dívida pública. Não vi essa gente nas ruas quando a máfia do Banestado, no Paraná, mandou US$ 50 bilhões para o exterior de forma ilícita”

O Plano Nacional de Educação e os ajustes fiscais

Em tempos de ajuste fiscal, como ficará a educação com os cortes anunciados pelo governo?

Um Estado livre da corrupção

“A corrupção mata, desvia recursos, protela o acesso aos direitos sociais e contamina o exercício das funções público-privadas necessárias ao desenvolvimento da sociedade”, diz Paulo Rubem Santiago

Hay que endurecer?

“Aécio e Eduardo são muito mais arautos do velho modelo herdado de FHC, flexibilizado por Lula e Dilma, do que vozes de mudanças objetivas”

Saúde + 10

Projeto de iniciativa popular garante à saúde, até 2018, R$ 257 bilhões a mais do que proposta do governo, diz deputado. Para ele, aplicação na área de 10% da receita corrente bruta da União não vai quebrar as contas públicas

Os desafios da esquerda

“O modelo se esgotou. Não adianta bater o pé em nome da ‘responsabilidade fiscal’ para agradar aos mercados. É um risco o país continuar a elevar juros, aumentar dívida e torrar receita para pagá-la sem produzir”

Direitos humanos sem orçamento

Deputado do PDT pernambucano critica prioridade dada à política fiscal em detrimento do financiamento de políticas sociais. “Até quando o governo vai sustentar um discurso forte nos direitos humanos com recursos irrisórios?”, pergunta ele

A supremacia dos juros

Para colunista, país tem a obrigação de “desatar o nó” da atual política econômica a partir de 2105. Na visão dele, estamos em “uma ditadura que torna mais ricos os que já detém maior parcela de riquezas no país e no mundo”

Educação: as ameaças do Senado

Deputado critica alterações feitas pela CCJ do Senado à versão do Plano Nacional de Educação aprovada pelos deputados. “Trata-se de um relatório vergonhoso”, qualifica

Plano Nacional de Educação: para fazer cumprir

“Quem não tem planos não tem diagnósticos. Quem não os tem gasta mal os recursos destinados à educação, sem foco, sem objetivos, metas e estratégias”

Educação, petróleo e manipulação

“Educadores do alto escalão do governo estão lutando contra mais e melhores investimentos para a educação”, escreve Paulo Rubem ao analisar a atuação do governo no debate sobre a destinação de recursos do pré-sal

Procuram-se partidos

“É cada dia maior o hiato entre as cúpulas partidárias e a realidade brasileira, o comando pragmático da política e a produção crítica acadêmica. Os grandes temas ficam para as elites privadas e suas instituições”

A Medida Provisória 595, os portos e a soberania do país

“A MP 595 se soma às concessões da infraestrutura do país a grupos privados, sobretudo estrangeiros. É recheada de boas intenções, mas traz sinais de precarização e redução de direitos. Na prática, contribui para tornar o país uma nova colônia no século XXI”

Educação: a revolução necessária

“Nossas elites econômicas e políticas sempre deram as costas para a construção de um sistema nacional de educação pública de qualidade”

Saúde : hemorragia no financiamento

“Na Constituinte, as normas aprovadas foram claras. Sendo assim, por que a saúde agoniza há anos, sem recursos?”

LDO 2013: Euforia e bom comportamento para quem?

“Continuamos sufocando nossos investimentos. Deitados eternamente em berço esplêndido. Até quando?”

Publicidade Publicidade