Quarta, 29 de Março de 2017

Todas as postagens de Marcus Pestana

As ruas coloridas em todo o Brasil espalharam sementes de esperança

“A manobra de nomear Lula para o Ministério sairá pela culatra. É um duplo erro: confissão de culpa definitiva e temor do juiz Sérgio Moro, por um lado, e aniquilamento completo do pouco de autoridade que restava a Dilma, por outro”

Continue lendo...

A tábua de salvação do pré-sal e do setor petrolífero (II)

No segundo texto da série, deputado defende projeto de lei de Serra. “O PLS 131 simplesmente tira da Petrobras, descapitalizada e endividada, a obrigatoriedade de ser a operadora única e custear 30% dos investimentos”

A tábua de salvação do pré-sal e do setor petróleo (I)

“O pré-sal foi vendido por Lula e pelo PT como a derradeira redenção nacional. O sucesso demonstrado por resultados concretos foi substituído por uma retórica ufanista e de consistência questionável”

O Brasil prisioneiro da armadilha fiscal

“O período dos ajustes pontuais e periféricos se esgotou. Precisamos de um novo governo com força e disposição para promover mudanças estruturais no papel do Estado, nas finanças públicas e na organização da Federação”

O impasse brasileiro e a crise “made in Brasil”

“O governo Dilma tenta encobrir seus erros imputando a crise ao quadro mundial derivado do tsunami econômico de 2008. Essa tentativa não resiste a um sopro”

A crise da saúde no Rio: a ponta do iceberg

“Temos de discutir o SUS a sério. E não ficar com atitudes reativas, como na recente crise do Rio, de soluço em soluço, dentro de uma crise que é crônica no sistema público de saúde”

Eleições municipais e a federação agonizante

“Os municípios atravessam a maior crise das últimas décadas. Muitas prefeituras se encontram com salários atrasados. Manter o pagamento de fornecedores essenciais em dia é um luxo. O nível de investimentos é próximo de zero”

Adeus, triste 2015, que venha o nebuloso 2016

“Se não é beneficiária pessoal, Dilma é no mínimo beneficiária política e deve responder por isso. Renan Calheiros e Eduardo Cunha estão diante de graves e fortes denúncias. Tudo isto bastaria para transformar 2015 em um ano destrutivo face às esperanças da sociedade brasileira”

Desafio, construção e um desejo

Deputado lamenta os surtos de microcefalia, faz votos de boas festas e projeta o futuro próximo. “O país está carente de bons exemplos e gestores. A base de tudo é o município”

Impeachment: golpe ou solução?

“O PT fala em golpe contra a democracia. Não é. Impeachment é previsto na Constituição. É um processo que necessita de consistência jurídica, mas a decisão é política”

A crise atual e o olhar da sociedade

“Para 34% dos brasileiros a corrupção é o pior problema, contra 16% direcionados para a saúde e 10% ao desemprego. O lado positivo é que a população enxerga e aplaude a ação ativa e firme de nosso sistema judiciário”

O Brasil precisa ser passado a limpo

“Há um ambiente de perplexidade. Todos sabem que algo vai ocorrer, mas ninguém sabe o que será. O ambiente de confiança, credibilidade e esperança só será retomado com mudanças profundas”

A centralidade do Parlamento e o impasse na Câmara

“Para o bem da democracia brasileira, do Congresso Nacional e da credibilidade da Câmara dos Deputados junto à sociedade não há outra saída: o afastamento de Eduardo Cunha é necessário e inevitável”

Mariana: um grito em favor da vida e do futuro

“Onde falhamos? O que deixou de ser feito? As vidas não voltarão. O Rio Doce está ameaçado. Os efeitos da tragédia são devastadores. O maior e talvez único ganho será o aprendizado”

Impostos, cidadania e as relações entre Estado e sociedade

“Precisamos aprofundar a discussão sobre as reformas estruturais e um projeto estratégico para o país. Infelizmente a ampla e profunda crise econômica, política e moral tem interditado o debate”

Repatriação de recursos ilegais: uma proposta indecente

Projeto do governo para repatriar recursos não declarados foi piorado no Congresso e ameaça criar uma espécie de “Lavabras”, estatal para lavar dinheiro sujo, inclusive de envolvidos em esquema de corrupção como o petrolão, critica deputado

Estado da arte na saúde pública brasileira

“Infelizmente, com toda a experiência acumulada como Secretário da Saúde de Minas Gerais e na Comissão de Seguridade Social, Saúde e Família da Câmara, não consigo ser otimista sobre os caminhos futuros do SUS”

Corrupção: ameaça às instituições

“Confesso meu abatimento quando vi a manchete: ‘92% dos brasileiros acham que todo político é corrupto’. Para quem vai completar 40 anos de militância e 34 anos desde o primeiro mandato, não é fácil encarar isso”

Uma semana para Dilma esquecer

“Se a presidente Dilma quer descobrir a fórmula para estocar vento (mais uma pérola presidencial em solenidade recente), que o faça rápido, pois o vendaval da mudança indica na direção de seu afastamento”

Ajuste fiscal, aumento de impostos e desenvolvimento

“A sociedade tem demonstrado de forma clara e cristalina que não suporta mais aumento de impostos. Até porque a qualidade dos serviços públicos vem se deteriorando e a corrupção institucionalizada chegou a limites intoleráveis. Por isso, a CPMF não passará”

Violência, desarmamento e cultura da paz

“Firmei convicção de que a banalização do acesso às armas, com a verdadeira revogação da atual política, não só será ineficaz no combate ao crime, como aumentará o número de eventos de homicídios e atentados contra a vida por motivos banais”, avalia deputado

Reforma política e crise fiscal

“Somos vítimas de um círculo vicioso: precisamos de uma reforma para ter um quadro partidário autêntico e representativo que não é alcançada porque não temos partidos autênticos e representativos”, diz deputado

Humanismo e globalização

“Se mercadorias e capitais devem circular livremente, por que não as pessoas? Esse é o ‘calcanhar de Aquiles’. A atual crise escancara essa contradição. O triste destino de Aylan Kurdi, o garoto sírio que comoveu o mundo com sua morte, pôs o dedo na ferida”

Uma viagem sem bússola e sem destino

“Todos concordam que o governo Dilma perdeu as condições mínimas necessárias para governar. Não tem apoio na sociedade e no Congresso, não tem credibilidade e confiança junto ao mercado, não tem iniciativa, liderança e comando”

Publicidade Publicidade