Segunda, 24 de Abril de 2017

Todas as postagens de Celso Lungaretti

Tiradentes em pintura histórica

Mártir da Independência? Não. Herói revolucionário

“Em vez de heróis altaneiros, os infantilizados brasileiros são carentes mesmo é de figuras protetoras, dos coronéis nordestinos aos padins Ciços da vida, passando por pais dos pobres tipo Getúlio Vargas e Lula”, diz Lungaretti

Continue lendo...
n

Um alerta do José Dirceu: a delação premiada do casal Santana torna “provável” prisão de Lula

Articulista analisa alertas feitos pelo ex-ministro da Casa Civil e por Dilma sobre os rumos da Lava Jato, questionando poder de mobilização dos petistas. “Jogar as ruas contra o Judiciário equivaleria ao início de uma revolução”

A inocência da criança síria diante das atrocidades do mundo adulto

John Wayne dá uma surra nos índios, para eles aprenderem quem é que manda…

Uma breve pensata sobre a barbárie da guerra, por Celso Lungaretti. “Como é difícil concretizar na vida real as fantasias bobocas que povoam a mente do patético presidente dos EUA, o jeito foi ele exibir o muque de outra maneira: despachando 59 mísseis contra a Síria”

Visão anacrônica levou à repetição da História em 2016

Por que 1964 se repetiu como farsa em 2016?

“Até hoje existe uma esquerda Carolina (o tempo passou na janela e só ela não viu…) acreditando numa balela oportunista de meados do século passado, que foi simplesmente pulverizada, em termos práticos, pelo golpe de 1964”

Protesto na Câmara contra Jair Bolsonaro

Como deter o fascismo de Bolsonaro?

“Se o confronto for entre o populismo decadente do Lula e o populismo ascendente de Bolsonaro, afinado com o espírito da era Trump, é o segundo que prevalecerá. As lambanças do PT já levaram a direita ao poder. Se persistirem, acabarão conduzindo um fascista explícito ao Planalto”

Para Lungaretti, Lula não é mais solução para o país nem para a esquerda. Até Getúlio Vargas precisou reciclar-se para voltar à tona, lembra

Luiz Inácio Sebastião da Silva, outro que também não voltará

“Não é mais uma esperança messiânica, só uma ilusão: o carisma do Lula envelheceu e descorou (perdendo as tonalidades vermelhas…). Não precisamos de candidatos bons de voto. Precisamos de uma esquerda boa de luta”, defende Celso Lungaretti

unnamed

Os 20 anos da morte do Paulo Francis: é hora de avaliarmos sua trajetória com um pouco de compreensão

“Talvez o melhor epitáfio para Paulo Francis seja outra de suas frases célebres: ‘Não há quem não cometa erros e grandes homens cometem grandes erros’”, afirma Celso Lungaretti em seu novo texto

Lungaretti: só há um nome para substituir Teori na Lava Jato

“Não tenho nenhuma dúvida de que, num contexto tão carregado de inquietações e suspeitas, a escolha do Celso de Mello é a única que aparecerá justificada aos olhos da Nação”

Haddad

Haddad, Jânio Quadros e o aburguesamento da companheirada

“Reduzir temporariamente algumas injustiças e desumanidades menores do capitalismo não adianta, basta o governo mudar para tais conquistas serem esvaziadas ou revogadas. É o capitalismo em si que temos de superar”, diz Celso Lungaretti

Fidel

O fim do outono do patriarca

Com muitos erros e repetindo várias distorções do regime soviético, Fidel Castro “fez o melhor que pôde por seu povo e seu país – não pelo marxismo ou pela revolução mundial, que nunca foram suas verdadeiras devoções”, afirma Celso Lungaretti

Juiz está no alvo de diversas metralhadoras políticas, diz Lungaretti

Esquerda, centro e direita se unem contra Moro

“Se Moro for mesmo enquadrado, para o bem de todos que se lambuzaram com o poder e felicidade geral dos políticos profissionais, merecerá ser respeitosamente lembrado como um Gulliver que os liliputianos terão imobilizado, mas não vencido”

O grande vencedor da eleição paulistana: Ninguém

“Quanto ao grande perdedor, não há nenhuma dúvida: foi o Partido dos Trabalhadores, com desempenho pífio nas capitais e cidades mais importantes. Talvez o caso de São Paulo seja o mais significativo para entendermos o porquê da queda do PT”

Lungaretti: ameaça e resquícios da ditadura na Lei de Segurança Nacional

“Todos já sabíamos que nossa redemocratização ficara pela metade – os assassinos, torturadores e estupradores dos órgãos de segurança não foram sequer processados! – e a permanência da LSN tal como a ditadura a sancionou é mais um exemplo gritante da omissão de parlamentares e governantes”

Celso Lungaretti: Chega ao fim a comédia de erros do PT e de Dilma

“Deus e o mundo sabem que o preço do beijo do Lula que transformou Dilma de rã em princesa foi ela olhar para o outro lado enquanto as maracutaias grassavam soltas”

Autor diz que ainda há o que ser revelado sobre Lamarca, morto em 1971

Livro traz novas revelaçōes sobre Carlos Lamarca

Em “1970 – A guerra no Vale do Ribeira”, jornalista reacende a polêmica sobre Carlos Lamarca, o capitão do Exército que se tornou comandante revolucionário e foi morto pela ditadura, em 1971. “Forneço aos leitores elementos suficientes para eles terem uma boa noção do que ocorreu”, diz Celso Luiz Pinho em entrevista

Em obras: estação de bombeamento no município pernambucano de Cabrobó

Para banqueiros, doação do BNDES; para o agronegócio, a maracutaia da transposição

“Salta aos olhos que os opositores do faraônico projeto de transposição do Rio São Francisco sempre estiveram certos. E que as suspeitas por eles levantadas tinham tudo a ver, pois tal elefante branco, inicialmente orçado em R$ 4,6 bilhões, já consumiu R$ 12,2 bilhões”

Vandré, nem a esfinge o devorou

Lungaretti e seu desabafo sobre o autor de “Para não dizer que não falei de flores”. “Nunca haverá desculpa para os que fizeram desabar tamanha tempestade em cima de um músico, apenas por ele ter composto uma canção que expressou o sentimento de todo um povo”

Tite: uma promessa de trabalho sério e vislumbre de esperança

A despeito da “Casa Bandida do Futebol”, a CBF, blogueiro vê luz no fim do túnel com o novo técnico da Seleção Brasileira: “Tite deve ter pesado os prós e contras de ajudar tais parasitas a tentarem escapar da dedetização que há muito já deveria ter sido efetuada”

Perdemos 36 anos e continuamos desperdiçando nosso tempo

“A renúncia deveria ter ocorrido no dia seguinte ao da aprovação da abertura do processo de impeachment na Câmara Federal; o mais tardar, no dia seguinte à decisão idem do Senado”

Ferreira Gullar e seu verso de pé quebrado sobre a Dilma

Autor critica visão de poeta maranhense sobre os “anos de chumbo” e diz que “vocação de Dilma era ser uma tecnoburocrata” e “melhor Lula faria se a tivesse deixado permanecer na sua praia”

As lições da derrota e o que fazer doravante

“Se apenas desconstruirmos o governo ruinzinho que começa, levando água para o moinho dos que almejam só trazer de volta em 2018 o governo bonzinho, contribuiremos para o Brasil continuar patinando”

Desemprego dispara e Dilma age como convém a Temer

Para autor, Dilma faz o jogo dos inimigos ao insistir na catilinária do “golpe”, em vez de renunciar e lançar uma campanha por novas eleições presidenciais diretas

Lungaretti: Dilma colhe o que plantou

“Dilma jura inocência pessoal, como se fosse uma autista que ignorava todas as ilegalidades que ocorriam sob seu nariz e como se isto importasse alguma coisa em contraste com a devastação que causou. E os milhões de desempregados, eram culpados de alguma coisa?”

Dilma ainda pode, como Vargas, evitar a apoteose do inimigo

“E nem precisará pagar com a vida”, diz Celso Lungaretti, que sugere renúncia à presidente em caso de derrota da petista na Câmara. Isso constrangeria Temer a fazer o mesmo, acrescenta

Publicidade Publicidade